Um Vício Chamado Ana Carolina

 


Oi gente. Tudo bem?
Sumi?! Sim eu sumi, mas o importante é que eu voltei rs

Aconteceu tanta coisa nesses últimos tempos que vai ser difícil resumir tudo em um único post.
Então, resolvi trazer um vício que aderi durante esse período chamado Ana Carolina para descrever um pouco dos sentimentos que passaram por mim e ainda estão passando durante tudo isso que estou vivendo.

Já gostava muito dela antes de qualquer coisa, mas parece que dei um pouco mais de atenção a algumas músicas que não conhecia e me surpreendi.

As músicas dela simplesmente expressão um pouco da loucura que foi a minha vida esse ano.

Pra começar, eu me separei! Não falo de relacionamento por aqui, mas sim, namorei 4 anos, nos quais 2 deles foram morando junto, então considero que era casada.

Infelizmente não estava dando certo por diversos motivos e resolvi seguir meu caminho sozinha.

Com isso, uma música da Ana traduziu exatamente como eu estava me sentindo com tudo naquele momento:


Confesso

Terminar nunca é fácil, ainda mais quando planejamos um mundo de coisas com outra pessoa, mas chegou um momento de não roubarmos mais o tempo um do outro e de fato trancar a porta e seguir em frente.

A partir dai tomei pra mim que ia me cuidar, me amar mais e fazer o que fosse melhor pra mim.
Com isso vem a música "Uma Louca Tempestade" que fala muito sobre essas mudanças aqui dentro:


Uma Louca Tempestade

Essa música pra mim fala muito sobre viver plenamente, buscar me encontrar e esquecer o que passou sabe.
É um caminho difícil, mas cheio de descobertas.
Dai pensando em tudo isso tomei como prioridade eu mesma, foi quando a "Pra Rua Me Levar" resumiu ainda mais o que eu sentia:


Pra Rua Me Levar

Basicamente, "outro tempo começou pra mim agora", e é isso, mudança e aprendizado. Obvio que eu vou lembrar das coisas do passado, mas tenho que trazer só o que foi bom e o que não foi levar como ensinamento pra vida.

Nesse meio tempo, depois de alguns meses separada, eu conheci pessoas novas, reatei antigas amizades e até me apaixonei novamente. É, louco eu sei, mas eu vivi tão intensamente esse período que pra mim parece até normal.
O fato de ser intensa contribui muito com todo esse trajeto de loucuras, mas sinto que de alguma forma não estou deixando passar nada e isso me tranquiliza.

Conforme a vida vai passando e as coisas acontecendo, eu aprendi que é tudo muito passageiro, momentâneo e a gente tem que aproveitar cada instante, independente do que os outros vão pensar.

Com tudo isso eu me reencontrei. Ainda tenho muita coisa pra aprender sobre mim e sobre a vida, mas algo que me fez me enxergar novamente foi essa nova paixão. 
É como se a Priscila, a melhor versão dela tivesse revivido e com isso varias vertentes que senti falta de mim mesma voltaram também.
Uma delas é o meu lado romântico que eu achei que tivesse morrido pra sempre, voltou e eu fiquei muito feliz com isso. Me deu um pouco mais de animo pra viver talvez um relacionamento novamente e "Rosas" fala um pouco sobre isso:

Rosas

"Porque eu sou feito pro amor da cabeça aos pés" e nada no mundo vai mudar isso.

Gosto de pensar que tudo tem seu tempo e foi isso que aconteceu com essa paixão... foi a coisa mais inusitada e incrível que poderia acontecer.


Entre Olhares

Normalmente os caras se assuntam com a minha intensidade e isso fez com que várias paixões durante a minha vida se fossem depois de um tempo e óbvio, um coração partido ficou.
Só que dessa vez é tão leve e ao mesmo tempo tão intenso, que pra ambos é um louco bom.

E ele "me vê assim do jeito que eu sou" e mesmo tendo medo, assim como eu, esta disposto a ver no que vai dar e o mais importante, deixar acontecer.
Então pra ele eu digo "Com você é bom qualquer lugar"!

É isso gente.
Era pra ser um resumo e escrevi mais do que imaginava que fosse escrever rs

Espero voltar em breve e que vocês tenham gostado.

Beijo!

You May Also Like

0 comentários